Terça, 27 de Outubro de 2020 23:04
66 984239071
MUNICÍPIOS DECORO PARLAMENTAR

Vereador de Cuiabá (MT) tem mandato cassado por 14 votos e fica inelegível por 8 anos

Abílio Júnior (PSC) vai recorrer à Justiça para reaver o mandato.

07/03/2020 06h41 Atualizada há 8 meses
157
Por: Redação Fonte: Thiago Andrade/GAZETA DIGITAL
Vereador Abílio Junior (PSC) - Foto: Divulgação
Vereador Abílio Junior (PSC) - Foto: Divulgação

Após 14 horas de sessão, a Câmara de Cuiabá cassou o mandato do vereador Abílio Júnior (PSC) por quebra de decoro parlamentar.

 O vereador foi acusado de agir com truculência no Hospital São Benedito durante fiscalização e por sua postura com os outros vereadores na Câmara Municipal de Cuiabá.

 Com a saída de Abílio, assume na próxima semana o primeiro suplente Oséas Machado, também do PSC, mesmo partido de Abílio e que foi o autor da denúncia que gerou a cassação do parlamentar.

 A sessão foi longa, marcada por conflitos e com participação popular. De um lado os aliados de Abílio e do outro os contrários ao parlamentar.

 O vereador teve 4 horas para fazer sua defesa. Dividido em dois tempos de duas horas. Pela manhã, Abílio chamou a Polícia Militar contra o presidente da Câmara, Misael Galvão (PTB).

 Segundo Abílio, ao mudar o rito da sessão, ainda com a anuência do plenário da Câmara, o presidente incorreu em crime de abuso de autoridade. 

 O vereador fez uma série de acusações contra os outros vereadores, inclusive denunciou suposto esquema de corrupção na Câmara de Cuiabá, envolvendo empresa de informática. Também denunciou a retirada de GPS do carro dos vereadores.

 Destacou ainda que está sendo comparado ao episódio da facada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Entretanto, Abílio disse que as fezes não ficarão na bolsa, como as de Bolsonaro na época. "As fezes estarão nas mãos dos senhores vereadores de Cuiabá", disse pouco antes de ser cassado.

 Abílio vai recorrer à Justiça para reaver o mandato. 

 

Votaram pela cassação 

 

Adevair Cabral (PSDB)

Chico 2000 (PL)

Delegado Marcos Veloso (PV)

Doutor Xavier (PTC)

Juca do Guaraná (Avante)

Justino Malheiros (PV)

Luís Cláudio (PP)

Marcrean Santos (PRTB)

Mário Nadaf (PV)

Misael Galvão (PTB)

Orivaldo da Farmácia (PP)

Renivaldo Nascimento (PSDB)

Ricardo Saad (PSDB)

Toninho de Souza (PSD)

 

 O presidente da Câmara Municipal, vereador Misael Galvão (PTB), geralmente não vota. Porém, disse que os atos praticados por Abílio foram incompatíveis com a atividade parlamentar. 

 

Votaram contra a cassação

 

Abílio Junior (PSC)

Clebinho Borges (DC)

Diego Guimarães (PP)

Dilemário Alencar (Pros)

Felipe Wellaton (PV)

Gilberto Figueiredo (PSB)

Lilo Pinheiro (PDT)

Marcelo Bussiki (PSB)

Sargento Joelson (PSC)

Vinicyus Hugueney (PP)

Wilson Kero Kero (PSL)

  

Ao fim da votação Abílio disse que está tranquilo, mas afirmou que entrar na Justiça depois que o suplente Oséas Machado assumir. "O mais incrível é que o cassado sou eu, mas eles (vereadores da base) que estão tristes, porque sabem o que fizeram, sabem as coisas erradas que eles fizeram. Vou conversar com minha equipe, preparar minha tese jurídica e esperar a publicação do ato e posse", destacou. 

 Já Misael Galvão também disse estar tranquilo e destacou que Abílio cometeu mesmo quebra de decoro. Ele não quis entrar no mérito das alegações de Abílio e falou que o plenário é soberano para julgar mudanças que julguem necessárias. "Todos tiveram a oportunidade de falar, falaram o que quiseram, acompanhados pela imprensa e via internet", destacou. 

 

Cuiabá - MT

Cuiabá - Mato Grosso

Sobre o município
Nova Brasilândia - MT
Atualizado às 23h59 - Fonte: Climatempo
24°
Pancada de chuva

Mín. 21° Máx. 32°

24° Sensação
5.7 km/h Vento
67.3% Umidade do ar
90% (9mm) Chance de chuva
Amanhã (28/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (29/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Mais lidas